Já estamos em Novembro de 2020 e esse ano foi bem atípico para todos inclusive para nós. Assim como todo mundo tínhamos algumas viagens planejadas para este ano, mas nenhuma delas saiu por causa da pandemia.

Decidimos fazer uma viagem de fim de ano, quero poder mostrar mais para vocês quando estivermos nela, mas quero começar mostrando como fazemos os planejamentos necessários, não só para essa viagem, mas para todas.

Para mim planejar uma viagem é tão legal quando estar nela. Então quero compartilhar as ferramentas que utilizamos para um bom planejamento de viagem.

1 – Decida o Destino da sua Viagem

Não sabe para onde ir? Sei que escolher para onde ir depende do orçamento disponível e do tempo que você tem para a viagem, mas existem alguns sites que nos ajudam a decidir quando dar aquele famoso branco na hora de escolher o próximo destino.

Tela de Consulta de Voo da Viagem

Alguns deles são:

Quanto custa viajar: Esse site te ajuda com várias informações importantes sobre o local de chegada. Ele também sugere atrações turísticas, tours e passeios que você consegue realizar. Esse site te ajuda a ter uma ideia de quanto vai custar sua viagem.

Agregadores: existem vários e alguns deles trazem a ferramenta “Não sabe para onde ir? Busca por qualquer lugar”.

A principal função dessas ferramentas é mostrar os preços das passagens para “qualquer lugar”. Também é possível configurar alertas de preço para aquele destino, assim você é notificado por e-mail, sobre subidas e decidas de preço.

Segue alguns com essa ferramenta: Momondo, Kayak, SkyScanner

Dica: Sei que receber uma sugestão é legal, mas não espere pela sorte, quando vir um lugar que gostaria de conhecer, anote, assim quando pensar em viajar já tem um banco de dados que pode consultar na hora de planejar a próxima viagem.

2 – Escolha seu Voo

Aqui no Brasil temos algumas opções de companhias aéreas, mas nesse ponto o que pesa bastante na hora da escolha da passagem são três fatores:

Valores

Estamos em Manaus e por estarmos mais distante do restante do pais então temos mais dificuldade de encontrar voos baratos e precisamos realmente ficar acompanhando. Então o fator valor pesa bastante.

Escolha seu Voo para Viajar

Voos sem escalas ou com tempo de voo menor

Definitivamente não curto muito voar, então se pudesse teria todos os voos para qualquer lugar do mundo sem escalas. Então se eu puder escolher um voo sem escalas com certeza será ele, mesmo que seja um pouco mais caro. Muitas vezes voos com escala são mais baratos, porém nos fazem perder tempo e gastar dinheiro entre os voos nos aeroportos.

Quando não temos a opção sem escalas, buscamos aqueles com o menor tempo, é claro sempre prestando atenção a margem de segurança de uma (1) hora entre um voo e outro.

Hora da Chegada

Outro ponto que se deve prestar atenção na hora da escolha é a hora de chegada no destino final. Normalmente procuramos voos que acontecem no período da noite, madrugada ou voos que chegam o mais cedo possível, assim podemos utilizar esse dia “perdido” para nos acomodar e começar a planejar o dia seguinte.

Então independente da companhia levamos em consideração esses fatores para escolher a passagem aérea.

Dica: Não esqueça de baixar o aplicativo da companhia aérea de entendimento de bordo, é claro se você for igual a mim que não prega o olho durante a viagem.

3 – Determine o tempo de Viagem

Não adianta nada querer viajar para o Japão se você tem apenas 7 dias de férias e você tá saindo de Manaus.

Temos que ser criteriosos na hora de escolher o destino por conta dos deslocamentos que faremos até lá. Então precisamos definir o tempo que gostaríamos em cada lugar para ter a quantidade de dias necessários para essa viagem.

Sejamos realistas na hora de planejar o tempo, às vezes achamos que podemos fazer muita coisa dentro de um espaço curto de tempo e a maioria não chegamos nem perto de concretizar. Então não entulhe seus dias com muitas atividades, são férias e não uma maratona. Você quer aproveitar cada atração como se deve.

4 – Fixe um Orçamento para Viajar

O orçamento de qualquer viagem é primordial para se definir a maioria das outras coisas. Então invista um tempo definindo um orçamento condizente com a sua realidade. Afinal, não adianta você dizer que seu orçamento é de R$2000,00 e sua viagem é para Noronha com tudo do bom e melhor.

Orçamento da Viagem

Fazer um orçamento vai te ajudar a distribuir de forma como você valoriza cada tipo de gastos. Tem gente que prefere economizar o máximo na hospedagem para curtir nos restaurantes, outros preferem ficar em resort e assim economizar com transporte por exemplo.

Vale pegar essa lista e verificar qual dos itens é a sua prioridade.

5 – Programe seus Passeios e Atrações

Grande parte dos passeios pesquisamos no Google mesmo, alguns sites até ajudam como: Melhores Destinos, Viaje na Viagem.

Mas grande parte dos passeios acabamos encontrando em canais do YouTube e fechando através do Instagram das empresas e também WhatsApp.

Dica 1: Por isso empresas coloquem divulguem seu negócio no Instagram e respondam com rapidez.

Devemos levar em consideração também que existem alguns períodos do ano que as atrações fecham, em alguns feriados como Natal e Ano Novo é bem difícil encontrar alguma coisa aberta para fazer.

Curta os Passeios na Viagem

Algumas cidades tem mais atrações imperdíveis do que outras é claro, não temos a pretensão de matar todas as atrações sem aproveitar, mas queremos fazer valer aquele tempo ali. Mas lembre-se que queremos aproveitar cada lugar sem ficar correndo de um lado para outro.

Se possível ficar hospedado perto das atrações que quer visitar proporciona uma economia grande de tempo. Procurar concentrar as atrações de uma mesma região no mesmo dia também ajuda na administração do tempo.

Dica 2: verificar se as atrações do seu interesse têm algum dia de promoção ou cupons de desconto, algumas podem sair pela metade do valor e até de graça. Fique atento também aos dias e horários que ficam abertas.

6 – Vai se Locomover como no Destino?

Gostamos muito das viagens de carro e que normalmente não pensamos em outra possibilidade como ônibus ou van.

Temos bastante experiência alugando carro no Brasil e até no exterior. Grande parte das nossas viagens são feitas utilizando esse meio de transporte, então aqui irei tratar mais dessa modalidade de locomoção.

Sempre que decidimos o destino e o tempo de viagem, já fazemos uma busca nas locadoras e independentemente do preço já deixamos alguma coisa reservada, assim temos uma ideia do preço que iremos pagar e de uma possível variação.

Para fazer reserva você não paga nada, porém continuamos pesquisando, pois normalmente quando vai chegando perto da viagem acabam surgindo promoções ou cupons de desconto naquela locadora ou em outras.

Ultimamente temos utilizado bastante a empresa Localiza

Ainda em se tratando de transporte temos os pedágios que existem em muitas regiões. Que podem ser poucos reais ou pesar bastante no orçamento da viagem.

Existem também opções de estradas sem pedágios, mas que normalmente não estão em boas condições ou acrescentam muito tempo a viagem tornando desnecessário o desvio.

Para ter uma ideia dos valores de pedágios que vamos pagar utilizamos o site Rotas Brasil.

Dica: Apenas dentro da cidade de São Paulo que não costumamos alugar carro, devido ao transporte público que funciona e cobre boa parte da cidade, além é claro dos altos valores de estacionamento.

7 – Decida a Hospedagem

Nos últimos anos com o boom do Airbnb acabamos optando por esse tipo de hospedagem em vez de hotéis. É claro sempre fazemos o comparativo dentre as duas opções, mas ultimamente o Airbnb tem compensado bastante, pelas localizações e comodidades disponíveis.

As hospedagens tem ficado mais sofisticadas, algumas até oferecem café da manhã e estacionamento gratuito no local, então vale a pena consultar o Airbnb.

Hospedagens Sofisticadas pelo Airbnb

O Airbnb funciona muito bem em grandes cidades, mas em alguns interiores precisamos recorrer a hotéis mesmo, principalmente dentro do Brasil.

Para pesquisa de hotéis utilizamos com frequência Hoteis e Booking.

Algumas dicas que sempre damos ao pesquisar hospedagens são:

  • Pesquise sobre a localização do lugar e se as atrações ficam próximas ou se tem transporte facilitado;
  • Verifique os horários de check-in e check-out para chegar e sair o mais próximo possível dos horários fixados;
  • Ao escolher o local, veja o que outras pessoas comentaram sobre a acomodação e se ela tem o que você precisa, exemplo: se para você é importante ter um wi-fi de qualidade veja o que os outros falaram sobre o wi-fi. A nota dada ao local também conta como desempate quando temos muitas opções;
  • Preste atenção nas fotos das acomodações, quando são muito antigas ou de má qualidade geralmente ligamos o sinal de alerta, mesmo que o preço seja convidativo. Esse é um erro muito comum dos locatários podem perder muitos clientes. Cuidado também aquelas acomodações que mostram tudo menos o que é realmente importante, como: quantidade de camas, ar-condicionado, utensílios, banheiros, etc.

8 – Planeje a Alimentação

É muito importante que você tenha um limite diário para alimentação, isso ajudará para que seu orçamento não estoure e ainda assim possa ir naquele restaurante que você deseja conhecer.

Aos poucos você irá entender seu padrão e assim adequar a sua realidade, nós por exemplo, sabemos que em média R$100,00 por dia é suficiente para uma viagem em casal com gastos em restaurantes locais e supermercado. Fazendo algumas refeições no Airbnb.

Mas se desejarmos ir quase que diariamente a restaurantes mais sofisticados, esse média aumenta para R$150,00.

Além dos valores é importante verificar se o restaurante que você deseja conhecer precisa fazer reserva. Vários restaurantes temáticos como os do Harry Potter no Brasil precisam de reserva e são super concorridos.
O mesmo acontece no exterior, então pesquise bastante para poder aproveitar.

9 – Você tem Pets?

Se você possui animais de estimação, é necessário saber se isso vai te gerar custos ou não.
Aqui vale se perguntar: Você tem alguém de confiança para cuidar deles enquanto você está fora?

Recomendamos que dentro do seu orçamento esteja previsto esse gastos, afinal pode ser que você tenha que pagar um petsitter ou hospedagem para eles durante esse período.

Temos gatos e eles não gostam de sair da sua casa, por isso acabamos contratando Petsitter. Além disso, precisamos deixar a ração deles, areia para gatos e também espaço no orçamento caso fiquem doentes no período que estamos fora.

10- Pesquise o Clima, Moeda e Vacinas

Fique atento ao Câmbio

Um pesquisa básica sobre o local evita muitas dores de cabeça, principalmente quando for uma viagem internacional, o clima, a moeda, as vacinas, tudo é importante para que sua estadia seja o melhor possível.
Em países da América do Sul, a pesquisa é primordial principalmente pela moeda, muitos desses países possuem o cambio não oficial , o que quer dizer que seu dinheiro na casa de cambio não vale nada, mas trocando com os locais, ele vale muito.

Então essas são os itens que pesquisamos durante a fase de planejamento das viagens. Se tiver algo a acrescentar deixa seu comentário.

Baixe nosso Planner de Organização de Viagens

Criamos um planner para auxiliar e lembrar todos os detalhes que você precisa para organizar sua viagem conforme os pontos que citamos acima.

Para isso, clique no link abaixo para abrir o arquivo e salve no seu computador.