Em Abril de 2018 decidimos conhecer a Vila de Jericoacoara no Ceará, muitas pessoas falavam super bem do local e acabou abrindo nossos olhos para explorar um pouco essa região do Nordeste do Brasil.

O local já estava começando a ficar bem badalado, muitos famosos e com isso sabemos que os preços sobem. Portanto era importante um bom planejamento da viagem para fazer render o máximo essa viagem.

Começamos seguindo um passo a passo que já compartilhei aqui com vocês: 10 Passos para Organizar sua Viagem, o que nos ajudou muito a conseguir assim visitar mais locais.

Transporte até Jericoacoara

Após muitas pesquisas, descartamos de vez a possibilidade de um transfer fechado até Jericoacoara, em média estava custando cerca de uns 800 reais ida e volta para três pessoas.

Optamos assim por alugar um carro em Fortaleza por 9 dias que saiu menor que o valor que pagariamos pelo Transfer e assim teriamos o carro para visitar outros locais no Ceará, como Fortaleza, Canoa Quebrada, Morro Branco, Lagoinha e outros locais.

Portanto, com o carro alugado, fomos até a Praia do Preá e lá deixamos o carro em um estacionamento que pagamos metade do valor que deixando diretamente em Jericoacoa.

Lembre-se ir de carro até Jeri não faz muita diferença, você não pode andar de carro por lá.

Hospedagem em Jericoacoara

Optamos por nos hospedar na Pousada do Mauricio, um ótimo local, super confortável, com piscina compartilhada com uma outra hospedagem, café da manhã e um grande diferencial, um café da tarde que pode servir até como jantar para algumas pessoas.

A localização era perfeita, praticamente em frente a praça principal, todos os funcionários super prestativos, ambiente maravilhoso.

Passeios em Jericoacoara

Optamos por fechar os dois principais passeios, Lado Oeste e Lado Leste com uma agência (a mesma que fez nosso transfer da Praia do Preá até Jeri).

Quanto aos passeios, acredito que a época do ano influencie até como estarão os atrativos.

Mas em geral, ambos os passeios foram super legais, conhecemos em um dia a Lagoa do Paraiso, Lagoa Azul, Barrerinhas, Arvoré da Preguiça, no outro fomos para o Mangue Seco, uma lagoa que não me recordo o nome, mas famosa pelo Cardápio Vivo.

De todos os passeios o mais interessante para nós foi a Lagoa do Paraíso, infelizmente cometemos o erro de não passar mais tempo lá, dias depois tentamos voltar mais o valor que cobram do transporte até lá, torna isso irreal, caso o valor de um passeio.

Pedra Furada em Jericoacoara

Resolvemos fazer esse passeio a pé, da Vila de Jeriocoaca até lá, existe dois trajetos, um pelo Litoral e um pelo Morro do Cerrote.

Para ir pelo Litoral, é só pegar a praia de Jeri e seguir a direita dela, o caminho é em torno de uma hora, fique atento(a) sempre a maré, ideal é ir com a maré baixa. Já pelo Morro do Cerrote, vá pela frente da cidade.

A visão indo pelo Litoral é incrível, um local muito belo, tivemos até uma visita indesejada no trajeto, uma cobra cruzou nosso caminho, mas deixamos ela passar e seguimos o nosso.

A volta, acabamos optando pro subir o Morro do Cerrote e voltar para a vila de Charrete, alguns moradores fazem esse serviço.

Duna do Pôr do Sol e Praia em Jericoacoa

A Duna do Pôr do Sol é um encanto por si só, ano após ano ela tem andado, se locomovendo, um efeito incrível da natureza, fomos por dois dias e no último dia fomos agraciado com a beleza de assistir o Pôr do Sol nela.

Todo fim da tarde, praticamente todos da Vila vão até ela para aproveitar esse momento que a natureza nos presenteia.

Já a Praia que banha Jericoacoara foi o ponto baixo da visita a vila, infelizmente estavamos em uma época que estava cheia de água viva e maré muito baixa, então tornou-se impossível aproveita-la.

Minha Impressão

No geral Jericoacoara possui locais muito belos, porém supervalorizados e caros, ficando cada vez mais badalado, já conheci diversos lugares no Brasil que me dão vontade de voltar, mas Jericoacoara foi uma boa experiência e já me dou por satisfeito.

Porém sei que a região tem novas atrações com uma Lagoa realmente Azul agora. Quem sabe daqui a alguns anos não possamos voltar lá.