Bombinhas: É fácil alugar um imóvel ou muito dificil?

Bombinhas: É fácil alugar um imóvel ou muito dificil?

Durante o processo de busca por aluguéis fizemos uma pesquisa abrangido muitas casas em Curitiba, parte do Paraná e de Santa Catarina.

Se você tem interesse em saber como foi a nossa saga em busca de uma casa nessa região, confere o post.

Várias casas interessantes apareceram durante a nossa pesquisa e entraram no nosso roteiro de visitação.

Mas no decorrer da pesquisa e também durante a viagem que fizemos, a região de Bombinhas foi aparecendo cada vez mais com boas opções de casas.

Vista mirante Bombinhas

Os preços de lá se mostravam muito convidativos, principalmente por ser uma região tão bem recomendada e cheia de praias.

Iriamos entender o porquê de tanta oferta na cidade somente no final da nossa estadia lá.

Que conto para vocês mais pro final deste post.

Saímos da nossa cidade com um roteiro de casas, mas definitivamente Bombinhas estava no topo da lista de preferências, pelas casas, praias e pelos preços dos aluguéis.

Então começou nossa procura

Constatamos uma coisa importante e ela realmente precisa ser compartilhada, as fotos que constam na plataforma do Airbnb enganam demais!

Gente sério!

Chegamos em muitas casas que estavam de-to-na-das.

Várias praticamente abandonadas em ruas que mal passava um carro de tanto buraco.

Uma delas estava toda bagunçada e ficava em um lugar bem estranho.

Várias a casa era linda, mas estava localizada em frente a um terreno baldio (a preocupação são com os mosquitos e outros animais).

Algumas não tinham vizinhos, outras tinham o terreno que era compartilhado com 4 casas!

Algumas estavam bem próximas ao mar, mas não tínhamos um terreno onde pudéssemos trabalhar no nosso projeto Motorhome.

Motorhome

Tínhamos uma lista de exigências que diminuía muito as nossas opções.

Ou seja, foram várias frustrações ao longo de uma semana só!

Estávamos chegamos ao final da viagem e ainda não tínhamos nada! Começamos a nos questionar se estávamos procurando no lugar certo.

A preocupação começou a bater. Um vez que a nossa ida já estava com a passagem marcada e não iríamos voltar atrás.

Tínhamos apenas uma semana para resolver e já estávamos na metade dela.

Pegamos o motorhome começamos a vagar pelas ruas de Bombinhas procurando uma solução

E ela em fim apareceu! E estava na nossa cara o tempo todo, mas não nos demos conta!

E agora o grande aprendizado desta procura.

Bombinhas é uma cidade muito disputada no verão! Ela respira turismo e praia.

Então os proprietários das casas em Bombinhas tem o costume de alugar muito as casas durante as temporadas.

Muitas casas não estão em nenhuma plataforma.

Placa de Aluguel

Os locatários simplesmente colocam placas na frente das casas informando os números de contato para o aluguel, alguns são de imobiliárias.

Não havíamos prestado atenção nesse detalhe, até o momento que estávamos sem rumo.

Então começamos a ver muitas placas, muitas mesmo.

Já com um certo desespero batendo na porta começamos a entrar em contato com todas que conseguimos. Tínhamos pouco tempo e precisávamos resolver a situação.

Depois de falar com várias pessoas, mas sem consegui visitar nenhuma casa.

Encontramos a pessoa que nos ajudou com esse problema.

Como conseguimos fechar esse aluguel

Eis que surgiu a Mari! Em uma das dezenas de placas que vimos.

Telefone

Encontramos o contato dela e finalmente começamos ver o que estávamos procurando!

Casas mobiliadas e que poderíamos alugar por mais tempo. Os valores estavam dentro ou abaixo do que estávamos dispostos a pagar.

A Mari, foi muito gente boa e mostrou todos os locais com calma. Explicando todos os detalhes e buscando sanar todas as nossas dúvidas.

Visitamos ao total 4 imóveis

  1. Um apartamento próximo a região de 4 ilhas;
  2. A casa que escolhemos na região de Mariscal;
  3. Uma cobertura;
  4. E por último mais um apartamento.

Como não tínhamos tempo a perder, fizemos tudo isso em um dia só, ela passou vários momentos do dia nos mostrando imóveis, até de noite!

Então tomamos a nossa decisão pela casa que alugamos.

Se precisar alugar em Bombinhas procura ela.

A realidade de Bombinhas

Eis a resposta para a pergunta inicial deste post.Praia

A realidade é que Bombinhas vive das temporadas.

  1. Brasileira
  2. Argentina
  3. Uruguaia

Então o fato é que os locatários em Bombinhas não querem alugar por muito tempo as suas casas, porque a região é muito visitada por hordas de turistas todos os anos.

Nesses períodos os locatários ganham muito dinheiro, mais do que ganhariam em aluguéis mensais.

Só que a pandemia pegou todos de surpresa.

As fronteiras fecharam e os turistas ficaram impedidos de visitar a região. Além de todos os decretos que também impediram os brasileiros de viajarem.

Então Bombinhas sofreu muito durante o período da pandemia. Muitos imóveis ficaram vazios e os locatários tiveram que ceder e alugar por mais tempo.

Assim, chegamos a conclusão que de certa forma foi fácil para nós alugar por mais tempo em Bombinhas devido a pandemia.

Mas, quando ela terminar e as temporadas voltarem ao normal, o melhores alugueis vão voltar a subir até mesmo para compensar o período de pausa.

E provavelmente os locatários não vão querer alugar mais do que 3 meses para a mesma pessoa.

Então para quem quer alugar por temporada tem oferta de sobra.

Mas, para nós que queríamos por mais tempo agora é a hora de nós conhecermos e aproveitar a região, até mesmo porque não gostamos de multidões. E Bombinhas em breve vai ser invadida por elas.

Mudança – Saga em Busca da Nossa Casa

Mudança – Saga em Busca da Nossa Casa

Esse post é um compilado de lições de quem nunca havia se mudado antes, para quem está pensando no assunto.

Há alguns anos, já estamos pensando em nos mudar.

Primeiro pensamos em mudar apenas de casa sem sair da nossa região. Mas temos o gosto pela aventura e adoramos viajar.

E com o passar de cada viagem percebemos que a nossa região é muito distante do resto do Brasil (mesmo de avião).

E ela vai precisar de muitos anos para desenvolver estradas suficientes para se tornar mais acessível ao resto do pais.

Então diante dessa constatação e depois de muito adiar. Decidimos realmente mudar para outro estado.

A nossa primeira opção sempre foi São Paulo, mas depois da viagem para Curitiba em 2019 ficamos fascinados pela região, então ela passou a ser a primeira escolha.

Assim começamos a nossa jornada.

Por onde começamos a pesquisa?

A nossa pesquisa começou pelo OLX, porém lá só encontramos casas nuas, sem mobília e a nossa intenção era chegar e morar.

Sempre pensamos que seria melhor levar poucas coisas da nossa casa atual. E também não queríamos ter que comprar muitos itens na cidade de destino.

Então percebemos que na verdade estávamos procurando no lugar errado. Deveríamos estar buscando em um site onde encontraríamos casas com alugueis de temporada, ou seja, Airbnb.

Então recomeçamos a pesquisa no Airbnb partindo da cidade de Curitiba.

E aos poucos fomos expandindo o raio para cidades nos arredores.

As cidades menores próximas foram começando a se mostrar bem interessantes. Pois, quase todas tem algum atrativo turístico, mas o que pesou foram a qualidade de vida e o preço dos alugueis.

Então começamos a expandir os nossos horizontes para vários pontos da região do Paraná e Santa Catarina.

Projeto Motorhome: o que ele tem a ver?

Já escrevemos sobre o projeto motorhome que temos para 2021. E ele é um grande divisor de águas na nossa escolha de cidade para viver e também na moradia em si.

Sabendo que precisaríamos de espaço para estacionar um carro grande elegemos algumas prioridades na hora da escolha da nossa futura casa.

  • Ter uma garagem que coubesse uma van (Então obrigatoriamente teria que ser casa);
  • Ter uma garagem que tivesse espaço para trabalhar na construção do Motorhome;
  • Ter dois quartos;
  • Ser mobiliada.
  • Ter espaço para suficiente para duas pessoas e dois gatos sem apertos;
  • Ser um espaço onde os gatos não tivessem acesso a rua (ou pelo menos que pudéssemos colocar algo para a segurança deles).

Então utilizamos essa base para a nossa procura e assim eliminamos várias casas.

Durante a busca percebemos que queríamos morar em cidades menores, mas que ao mesmo tempo tivessem uma estrutura bacana e se fosse possível estar próxima a uma cidade maior.

Isso nos tirou de Curitiba logo de cara. Porém tínhamos o tempo escasso e quando voltássemos precisávamos estar com algo certo.

Assim, criamos esse trajeto para visitar o máximo de casas possíveis.

Critérios para a escolha

Então depois de uma busca minuciosa em muitas casas do Airbnb. Dezenas de casas foram escolhidas.

Então começamos a falar com os locatários, sobre tudo o que iríamos fazer e precisar. Então nos deparamos com as seguintes situações:

  1. Vários não tinham interesse em aluguel mais longos;
  2. Muitos deles não queriam fazer o aluguel por fora do Airbnb. Justificativa: já terem tido problemas ao alugar por fora;
  3. Alguns tinham interesse em aluguéis mais longos, porém não mais que 3 meses;
  4. Alguns não tivemos resposta até hoje.

E nessas situações muitas casas foram sendo eliminadas.

Casas aptas

Quando encontrávamos locatários que tinham interesse em alugueis de pelo menos 3 meses ou mais, fazíamos as seguintes perguntas:

  • Haveria problema em trabalharmos na Van?
  • Aceitavam animais?
  • Qual o menor valor faríamos se fosse um aluguel mais longo e se seria possível alugar sem ser pelo Airbnb?
  • Seria possível visitarmos no período que estaríamos pela região?

Respondidas essas questões as casas entravam ou não no nosso roteiro.

Depois de muitas conversas com os locatários e algumas reviravoltas, partimos para a viagem com 10 casas a serem visitadas na nossa lista.

Que definitivamente foi mudando conforme foi passando o tempo.

Então fizemos um roteiro para que pudéssemos visitar o máximo de casas possíveis, mas também aproveitar a viagem de motorhome.

O processo de escolha

Começamos a visitar as casas e antes fizemos uma lista de tudo o que seria necessário prestarmos atenção na hora da visita.

  • Espaço para trabalhar na garagem e também para estacionar o carro
  • Cozinha com utensílios e organizada
  • Área externa: de preferencia a prova de gatos, precisávamos ver se existia a possibilidade de eles ficarem soltos sem tanta preocupação ou se haveria a possibilidade de telar
  • Testar a velocidade da internet
  • Localização dos vizinhos ao redor
  • Proximidade do locatário

Todos esses fatores foram importantes para a casa ir para o topo da lista ou não.

E com o passar do tempo outras referências foram sendo acrescentadas como:

  • Localização da casa: próximo a terrenos baldios (terrenos sem habitação) e como era a vizinhança;
  • Como era a rua onde a casa estava – se tinha asfalto, se era estreita, se tinha saída;
  • O pagamento da energia era compartilhada ou individual;
  • O que estava incluso no aluguel – como: água, internet, gás e energia;
  • E proximidade com mercados, padarias, etc.

Encontramos casas de todos os tipos, com donos igualmente diversos.

E como encontramos a casa?

Definitivamente não foi pelo Airbnb. É claro que ele nos ajudou a chegar, mas no final…

Foram várias frustrações ao longo de uma semana só!

Estávamos chegamos ao final da viagem e ainda não tínhamos nada! Começamos a pensar: “E agora?”.

Tínhamos demorado tantos anos para decidir nos mudar e agora iriamos desistir? Decididamente desistir não estava nos planos.

A nossa mudança já estava com a passagem marcada e não iríamos voltar atrás.

Constatamos a nossa situação quando estávamos em Bombinhas a cidade que estava entre as nossas queridinhas para passar um bom período de tempo.

Ela ficou entre as favoritas por alguns motivos

  1. Pelas casas lindas que vimos nos anúncios do Airbnb;
  2. Pelo valor dessas casas;
  3. E pelas praias e atrativos naturais.

Estávamos decididos a encontrar um lugar nessa cidade, mas percebemos que nela é muito difícil de alugar por longos períodos.

Até tínhamos outras opções nas cidades que passamos, mas Bombinhas nos encantou por tudo que vimos.

Eis que um milagre aconteceu

Estava bem difícil de conseguir algo que preenchesse as nossas expectativas.

Eis que encontramos a Mari, uma corretora de imóveis da cidade. Somos imensamente gratos a disponibilidade dela em nos ajudar.

Finalmente começamos a ver as casas que estávamos realmente procurando.

Casas mobiliadas e que poderíamos alugar por mais tempo, do que apenas 3 meses.

Os valores estavam dentro ou abaixo do que estávamos dispostos a pagar.

E com isso começamos a perceber a importância dessa profissão. Ela nos mostrou todos os locais com muita calma e explicando todos os detalhes e buscando sanar todas as nossas dúvidas.

E foi assim que conseguimos encontrar a casa em que vamos ficar por 7 meses (foi o máximo que conseguimos).

Se você tem interesse em saber o porque Bombinhas é tão difícil, clica aqui.

Airbnb

A pesquisa no Airbnb não foi em vão, aprendemos que o site tem um objetivo específico de juntar anfitriões e hospedes.

Mas isso não quer dizer que você vá encontrar os melhores imóveis e também valores.

Nos casos de alugueis mais longos, constatamos que vale muito buscar a ajuda de um corretor de imóveis que vai te mostrar as melhores opções que ele tem disponível e dentro do orçamento que você tem.

E você já fez mudança de cidade? Como foi a sua experiência me conta!

Impressões sobre o Aluguel de Motorhome

Impressões sobre o Aluguel de Motorhome

Nesse post quero compartilhar como foi a experiência de viajar de motorhome e também as nossas impressões.

Se você quer saber o que achamos da empresa que alugamos este motorhome, tem um post aqui no blog falando só sobre ela.

Como chegamos aqui? 

Sempre tivemos a vontade de alugar motorhome e viajar, mas ainda não tínhamos encontrado a ocasião para isso.

Então, essa viagem serviu para dois propósitos:

  1. Poder testar viver dentro de um carro e viajar;
  2. Poder ir nas várias cidades que veríamos casas sem precisar ficar fazendo check-in e check-out de hotéis.   

Motorhome

Motorhome 

O modelo que alugamos foi o Barigui construído em uma Renault Master L3H2.

Que segundo informações do site da empresa, podem dormir um casal, um adulto e mais uma criança (sinceramente não sei se seria confortável).

No carro podem viajar até 4 pessoas sentadas.

Especificações técnicas:

Dimensões das Camas:

Casal: 1,91 x 1,20m 

Mesa-Cama (solteiro): 1,71 x 0,65m

Cabine (solteiro): 1,80 x 0,65m (Nota minha: Impossível dormir aqui, pois além de não ter apoio total às costas, o banco do motorista não gira totalmente devido ao freio de mão). 

Dimensões Externas: 

Largura do Toldo: 2,10m

Largura do com os espelhos retrovisores: 2,50m

Comprimento com o pneu estepe: 6,50m

Altura com ar condicionado: 2,80m

Capacidade das Caixas:

Água Potável: 200L

Água servida (cinza): 120L

Detrito (Negra): 85L

Todas ficam embaixo do carro.

Cômodos

O espaço é pequeno, mas ainda assim temos cômodos bem definidos.

Cabine 

A cabine da Renault Master é bem espaçosa.

Com muitos espaços para guardar itens: 

  • porta copos;
  • porta moedas;
  • carregador 12v.

Na cabine tínhamos à disposição uma câmera de ré

Ela servia como retrovisor.

E nos auxiliava para identificarmos se haviam pessoas atrás do carro

Então é um item que vale a pena investir.

O ar condicionado do carro gelava muito bem.

Como ficamos pouco tempo ligados na tomada, então foi ele que quebrou nosso galho, nos dias mais quentes em que o climatizador não está dando conta

E além disso, durante as viagens ele conseguia deixar o clima bem agradável bem rápido.

Cabine

Cozinha e utensílios

A cozinha contava com os seguintes equipamentos:

  • Cooktop duas bocas e uma tampa para colocar em cima na hora que está viajando.
  • Pia 
  • Forno Microondas 
  • Geladeira 120L 
  • Armários
  • Lixeirinha 
  • Rodo de limpeza da Pia
  • Alguns Panos descartáveis

Gostamos de cozinhar, mas definitivamente a cozinha foi o espaço que mais incomodou durante essa viagem.

Não esperávamos ter muito espaço, mas percebemos que não ter opções de onde apoiar os utensílios gerou uma certa insatisfação. 

Complica não ter lugar para apoiar a louça que está sendo lavada, pois a louça suja está na pia, a limpa está na bancada ao lado e como o que faz com a que está ensaboando?

Além dessa situação com a pia, achamos que ter um forno convencional em lugar do microondas seria mais útil e nos daria mais possibilidades para cozinhar.

A geladeira se mostrou o suficiente para a quantidade de itens que compramos.

E poderíamos viajar tranquilamente por uma, cozinhando sempre e sem precisar reabastecer. 

Cozinha

Ainda na cozinha, foram fornecidos utensílios compatíveis com a nossa necessidade.

Como éramos apenas um casal levamos só a quantidade que iriamos efetivamente utilizar exemplo:

  • 4 pratos
  • 2 copos de plástico e 2 de vidro
  • 2 canecas
  • 6 talheres de cada, etc. 

Também tínhamos 

  • panelas
  • cafeteira italiana
  • garrafa térmica
  • tábua de carne
  • alguns potes para guardar mantimentos.   

Durante a viagem sentimos falta de ter mais de cada utensílio.

Porém com o passar do tempo descobrimos que era mais que suficiente. 

É claro que tivemos que  utilizar um pouco de organização e criatividade.

E com o passar dos dias percebemos que se tivéssemos uma quantidade maior teríamos ainda mais dificuldade em lavar a louça.

Gostamos muito de poder experimentar uma cafeteira italiana.

Já havíamos pensando em comprar uma. Agora sabendo como funciona temos a certeza que queremos ter.

Armários da Van

O carro dispunha de cerca de 10 lugares para guardar itens, espalhados por todo o carro. 

Embaixo dos bancos da sala, no banheiro, cozinha e quarto. 

Para uma viagem de uma semana conseguimos nos organizar bem.

Mas talvez faltasse espaço se fosse uma viagem mais longa. 

Os armários que ficavam em cima da cama, tivemos problemas para usá-los.

A televisão atrapalhava chegar até eles.

Banheiro

Nesse cômodo tínhamos uma divisão clara onde havia o vaso fixo e o box

Essa configuração não vemos em muitos motorhomes.

No box tínhamos um espaço para colocar shampoo, sabonete e outros itens de banho. Havia também um gancho para pendurar o varalzinho de roupas. 

Para mim o espaço foi mais que o suficiente.

A única dificuldade que tivemos foi que infelizmente não conseguimos esvaziar a caixa de detritos. 

Ainda bem que a viagem seria apenas de uma semana se não estaríamos em apuros.

Banheiro

Para mim o espaço foi mais que o suficiente.

A única dificuldade que tivemos foi que infelizmente não conseguimos esvaziar a caixa de detritos. 

Ainda bem que a viagem seria apenas de uma semana se não estaríamos em apuros.

Chuveiro

Quarto

No quarto havia uma televisão e um aparelho de DVD – dois equipamentos que achei inúteis até porque só utilizamos o carro para nos locomover, dormir e preparar refeições. 

Não tivemos muito tempo para ver nem netflix.  

Cama

O tamanho da cama nos surpreendeu positivamente, imaginávamos que iríamos ficar nos batendo, mas não aconteceu e o colchão era bem confortável.

Outra coisa que surpreendeu foi o Climatizador, ele foi uma mão na roda. 

Pois de todos os dias que passamos no motorhome apenas um dia ligados na tomada. 

Então ele e o ar condicionado do carro supriram muito a necessidade de refrigeração. 

Essa experiência nos tirou a dúvida se apenas um climatizador seria suficiente para dormirmos sem sentir calor e percebemos que a resposta é positiva.

Garagem

Na garagem ficavam guardados vários itens que seriam necessários para acampar como:

  • o toldo;
  • lona para cobrir o chão;
  • banquinhos de plástico;
  • churrasqueira;
  • calço dos pneus, etc.

Também ficavam armazenados os materiais de limpeza 

  • vassourinha
  • balde
  • pano de chão
  • mangueira
  • mangueira para esvaziar a caixa de detritos.

Nesse espaço ficava toda a parte elétrica que alimentava o motorhome.  

Infelizmente usamos bem pouco os materiais que carregamos, pois só ficamos apenas um dia em camping.

Então no dia do camping, procuramos utilizá-los e verificar a real necessidade deles dentro de um motorhome.

Percebemos que alguns itens são mais úteis que outros, vale a pena avaliar antes de comprar e carregá-los. 

Pontos de parada

Vou deixar listados os lugares que encontramos e que conseguimos dormir com tranquilidade.

Recomendamos para outros viajantes, pois são lugares silenciosos e com alguma estrutura.

A única dificuldade que tivemos foi encontrar um lugar realmente plano. 

Mas, quanto a isso sei que existem coisas bem piores, então não há muito o que fazer.

  1. Posto Campina Mais – https://goo.gl/maps/st1uFHvNWzpq2Scy5
  2. Havan – Barra Velha – https://goo.gl/maps/XKja7zKqu8DzyGpZ6
  3. Praça Bombinhas SC – https://goo.gl/maps/7LENUYPLzy3Jo6VB6
  4. Posto Zandoná 12 – Blumenau – https://goo.gl/maps/WnxHGHuJiVRjAcwb6
  5. Fazenda Evaristo – https://g.page/fazendaevaristo?share

Não recomendo  

Posto Aldo São José dos Pinhais – https://g.page/Aldo-Sao-Jose-dos-Pinhais?share – lugar com muito barulho de pessoas e da rodovia. 

Estradas da região

As estradas dessa região são impecáveis em comparação com as que temos em nosso estado. 

Todas muito bem sinalizadas e com iluminação. 

Sem grandes buracos ou imperfeições, mesmo aquelas mais nos interiores.

Então a viagem foi bem tranquila sem muitos sacolejos.  

Segurança

Vivendo nas grandes capitais do Brasil sempre acabamos levando a insegurança para onde vamos.

Então, inicialmente essa foi uma grande preocupação desde que começamos a pensar nessa viagem.

Para mim era inimaginável dormir na rua ou em alguma praça de qualquer lugar.

Mas sinceramente foi outra surpresa positiva trazida pelo motorhome. 

Foram dias tranquilos! 

Não houve nenhum que eu tenha ficado com medo, provavelmente porque estávamos em lugares mais seguros. 

É claro, não ficamos dando bobeira com algumas situações.

Sempre guardamos todos os equipamentos eletrônicos e não deixamos eles à mostra no painel do carro. 

Também seguimos a premissa de muitos viajantes.

Se não nos sentimos seguros em um lugar, procuramos outro, mesmo que para isso tivéssemos que dirigir por mais tempo.

No quesito segurança dentro do carro senti falta de um cofre dentro carro, para guardar equipamentos mais valiosos.

Na estrada

Em resumo, é possível viver em um motorhome desse? 

Nesse modelo de motorhome em específico precisa de algumas melhorias a serem feitas.

  • Painel de elétrica, muito confuso de entender – em vários momentos ficamos preocupados em ficar sem energia. Além disso, vimos um fio que sai das baterias desencapado e que precisava de manutenção;   
  • Painel de hidráulica – precisa de manutenção, não conseguimos ter certeza de quanto de água realmente tínhamos, apenas olhando no painel;
  • Também de hidráulica tivemos o problema de despejar os dejetos, mesmo seguindo todas as instruções;
  • A cozinha precisa de mais bancadas, mesmo que sejam móveis.

Esse motorhome foi pensado para viagens curtas, como a que fizemos, então dificilmente teria condições de morar nele.

Mas sem dúvida foi uma experiência ótima.

Aprendemos muito sobre o funcionamento de um motorhome.

Vimos de perto o que queremos em no projeto motorhome.

Viajar de motorhome nos possibilitou:

  1. A mobilidade que precisávamos nessa viagem em específico;
  2. Liberdade para fazermos as coisas no nosso tempo; 
  3. Conseguimos visualizar o que é importante e o que não é. 

Em fim nos aventuramos e novas possibilidades de viagem se abrem. 

Se você quer ver mais sobre esse motorhome fizemos um tour por ele.

Também falamos sobre as nossas impressões nesse vídeo.

Fonte: Trailemar

Analise da empresa de aluguel de Motorhomes – Trailemar

Analise da empresa de aluguel de Motorhomes – Trailemar

Já viajamos por muitas estradas de carro e descobrimos que esse meio de transporte nos proporciona muita liberdade para decidir os nossos horários e trilhar nossos próprios caminhos. 

Sonho de viajar de Motorhome

Por consequência  a ideia de ter uma experiência dentro de um motorhome começou surgindo aos poucos na nossa cabeça, primeiro foi ideia de apenas fazer uma viagem qualquer usando o motorhome para se locomover, em seguida veio a vontade de construir um motorhome e morar nele e somente por último a ideia que realmente colocamos em prática. 

Unir duas coisas importantes, a vontade de ter uma primeira experiência de viajar de motorhome e a necessidade de encontrar uma casa para a nossa mudança de cidade. Então foi a união do útil ao agradável. Esse foi o meio que encontramos para testar a vida dentro de um motorhome antes de investir de cabeça nesse projeto, mas também para encontrar a nossa nova casa. 

Motorhome

Foi fácil decidir com esses dois pontos importantes em jogo. Com essa decisão começamos a pesquisar empresas no Brasil que façam o aluguel desse meio de transporte, e devo dizer de antemão que não é uma viagem barata e requer um bom orçamento. 

Ao entrar em contato com as empresas que alugam motorhomes percebemos o quanto o mercado está aquecido e tivemos uma certa dificuldade de encontrar vagas para o aluguel do modelo que estávamos querendo.

Empresa que alugamos

Depois de muita pesquisa encontramos e fizemos o aluguel com a empresa Trailemar

Além de locação de motorhomes, eles também fazem a construção deles. Na verdade o foco principal da empresa é a construção, a locação veio por força da demanda que eles perceberam. 

A empresa está localizada na Rodovia 277 (sentido Ponta Grossa/Curitiba), Km 121,5 – Campo Largo/ PR.   

Como foi o contato até a nossa chegada?

O contato foi todo pelo Whatsapp, encontramos a empresa no Google e também através de outras pessoas que fizeram vídeos falando sobre os motorhomes. 

A negociação foi simples e rápida. Antes de chegarmos tiramos algumas dúvidas que tínhamos, e eles foram bem ágeis na comunicação, não ficamos sem nenhuma resposta. 

Além do whatsapp no site também conseguimos baixar uma listagem de tudo o que tinha no carro. 

Como chegamos lá?

Antes mesmo de sair da nossa cidade, pesquisamos qual seria a distância entre o aeroporto e a empresa e percebemos que do Aeroporto Internacional Afonso Pena até Campo Largo teria um bom percurso, seriam cerca de 59 km. 

Então fizemos uma simulação de quanto seria uma corrida através do aplicativo Uber e estava saindo bem acima do que esperávamos e ainda tínhamos um outro problema. Estaríamos com 5 caixas de mudança enormes, então obrigatoriamente precisávamos de um carro grande, mas sabemos que os carros que estão disponíveis para corridas nos aplicativos são pequenos e cabem apenas bagagens comuns.     

Então tivemos a ideia de alugar um carro por apenas algumas horas para que pudéssemos ir deixar as caixas no storage e também pegar o motorhome no horário que nos foi estabelecido.  

Assim, alugamos o carro na ida para buscar o motorhome e acabamos alugando também na volta, assim teríamos mais tranquilidade para ir pro aeroporto na volta. 

Abaixo vou deixar a simulação que fiz do endereço da empresa para o Aeroporto. 

Simulação Uber

Como foi o check-in

Quando chegamos acabamos recebendo um upgrade, pois o carro que alugamos tinha ido para a oficina e ainda não estava pronto.

Dessa forma, no momento do check-in assinamos os documentos de locação do veículo novo e também efetuamos o restante do pagamento. 

Em seguida fomos para a parte de fazer a verificação de todos os itens pertencentes ao veículo e receber um mini treinamento de como era o manuseio dos vários equipamentos. 

Foram cerca de 1 hora e meia recebendo informações do carro e também verificando se todos utensílios e os itens de segurança estavam em ordem.

Nesse processo também tiramos alguns itens que achamos desnecessários para ficar carregando, como parte do toldo e o fogão externo.

Como foi o check-out?

No momento do check-out ocorreu com tranquilidade, eles mais uma vez fizeram a vistoria se todos itens que levamos estavam no carro. 

Fizemos algumas observações de melhorias mecânicas que precisam ser revistas para uma próxima viagem. Como a terceira marcha que estava entrando com muita dificuldade durante todo o nosso percurso. 

Camping Motorhome

Impressões finais

Atendimento inicial: foi bem rápido e sanou todas as nossas dúvidas. Nota: 8

Atendimento durante a viagem: tivemos os contatos tanto da seguradora para eventuais necessidades, quanto o celular dos donos caso tivéssemos alguma dúvida de manuseio dos equipamentos. Nota: 7

Atendimento final: achamos que foi bem frio, bem diferente do que foi no início. Nota: 6

Manutenção do carro: foi o item que percebemos que precisava de mais atenção, principalmente nas partes de mecânica do carro e elétrica. Nota: 7

Impressão Final: Ficamos satisfeitos com a experiência de um modo geral, não sei se voltaríamos a alugar um motorhome pelo valor e pelo o que o carro oferece. 

Inclusive fizemos um tour por esse motorhome e mostramos aqui.

E você curte a ideia de viajar de motorhome? Já viajou de motorhome? Tem vontade de experimentar? 

Se você gosta da ideia participa do nosso fórum que fala exclusivamente de motorhome.