Balneário Camboriú: Conhecendo a Big Wheel – Roda Gigante

Balneário Camboriú: Conhecendo a Big Wheel – Roda Gigante

Hoje o passeio foi para conhecer a Big Wheel, também conhecida como Roda Gigante de Balneário Camboriú.

Esse passeio faz parte do roteiro de um dia que fizemos na cidade, que em breve você poderá conferir aqui no blog e também no Youtube.

Estávamos em um grupo de 6 pessoas, porém a maior parte do grupo queria ir no Ocean Aquarium – O Aquário de Balneário Camboriú (que nós já temos conteúdo aqui no blog) e nós queríamos conhecer a Roda Gigante, então deixamos o grupo no aquário e nós fomos para a Big Wheel.

O que é a Big Whell?

É uma roda gigante que tem 65 metros de diâmetro e em seu ponto mais alto chega a 82 metros de altura. Ela pertence ao grupo FG Empreendimentos.

Ela é uma atração nova, pois foi inaugurada em Balneário Camboriú no dia 11 de dezembro de 2020.

Endereço?

Está localizada na estrada da Raínha, 1009 – Pioneiros, Balneário Camboriú.

Horário de Funcionamento?

Ela está aberta de quinta a segunda 9h às 21h. Terças e quartas 14h às 21h. Porém pode fechar dependendo das condições climáticas.

Precisa de Agendamento?

Não precisamos, pois fomos na baixa temporada. Porém fique atento se for na alta temporada, pode ser interessante garantir o ingresso pelo site.

Quanto Custa?

Valor do Ingresso: o Adulto paga R$ 40,00, crianças 6 a 12 anos e pessoas idosas pagam R$20. Crianças menores de 6 não pagam desde que estejam acompanhadas de um adulto pagante.

Valor do estacionamento: A big Wheel não tem estacionamento.

Por isso estacionamos na rua Miguel Matte pagamos o valor de R$10,00 por hora. Não saiu tão pesado, porque conseguimos fazer a atração em menos que uma hora.

Valor das guloseimas: A pipoca para 3 pessoas custava R$26,00 é claro que tinham outras coisas disponíveis, mas não prestei muita atenção.

Valor das fotos: As fotos tiradas antes e depois da atração ficam o valor de: 1 no valor de R$25, 3 por R$55, incluindo as digitais.

Como é a Experiência?

Fomos pela avenida da orla de Balneário e de longe já víamos a Big Wheel. E na chegada tivemos uma visão lateral dela, que é bem bonita.

Na entrada havia uma pessoa medindo a temperatura e indicando qual cabine estava livre para comprar os ingressos.

Tínhamos a possibilidade de ter comprado o ingresso online, mas como não tínhamos certeza que o dia ia está bom e a atração aberta, então decidimos deixar para comprar lá na hora.

Na hora da compra dos ingressos não havia fila, então foi bem rápido.

Ao lado do guichê de compra de ingressos, existe um hall de entrada com várias lojas que vendem suvenir, guloseimas como pipoca e refrigerante e também onde estão localizados os banheiros.

A pipoca estava com um cheiro maravilhoso, se não tivesse quase no horário do almoço talvez tivéssemos ido nela.

Então pegamos as escadas e fomos para a atração. Logo na subida fomos abordados por uma funcionária que é uma fotógrafa para tirarmos aquelas fotos montadas da atração.

Sinceramente não curto, muitas vezes as fotos nem ficam boas e quase nunca compramos.

A fila para a atração estava bem curtinha, só tinha uma família na nossa frente e mais um grupo de senhoras idosas que eram prioridade.

Para balancear o peso eles estavam distribuindo os grupos em cabines intercaladas, então esperamos cerca de uns 10 minutos para a nossa vez.

A experiência dura em torno de 15 a 20 minutos. A visão que temos da atração é de toda a orla da praia central de Balneário Camboriú, também do Mole Barra Norte que fica ao lado. E é claro dos imponentes prédios de Balneário Camboriú.

 

Ao final da atração, somos abordados por um outro fotógrafo, que tira a última foto e tenta nos vender todo o pacote.

Ao descermos as escadas de volta no hall passamos obrigatoriamente pela loja da atração. Que vende todo tipo de coisas desde imã de geladeira até camisas.

Um passeio apenas OK

Essa é a minha avaliação da experiência como um todo.

Isso por alguns motivos, primeiro porque o valor da atração é bem alto e segundo é apenas uma roda gigante, nada muito incrível.

Gostamos desse tipo de atração, porém creio que vamos demorar a repetir essa em especial se não houver realmente uma novidade importante.

Mas na minha opinião vale a pena conhecer e tirar as próprias conclusões.

A visão da atração é muito bonita. Porém pegamos um dia bem nublado. Talvez se tivéssemos pegado em um período do pôr do sol, a experiência talvez fosse diferente e mais bonita.

Medidas contra o Covid-19

A cada grupo que saía da atração, uma pessoa da limpeza imediatamente já entrava para fazer toda a limpeza e desinfecção do ambiente. Não sei como isso vai funcionar no verão, mas ela estava indo bem rápido.

As máscaras eram obrigatórias em todas as dependências.

O que pode melhorar?

O valor poderia ser mais acessível, a final de contas é apenas uma volta.

E os aparelhos que mantém a cabine refrigerada poderiam ser menos barulhentos. Estava difícil conversar e estávamos apenas nós dois.

Então esse foi o nosso passeio na Big Wheel. Você já conhece? Deixa nos comentários.

Além disso fizemos um vídeo mostrando um pouco de tudo o que rolou por lá.

Trilha do Morro do Macaco em Bombinhas – SC

Trilha do Morro do Macaco em Bombinhas – SC

Morro do macaco é a nossa aventura de hoje. Essa atração é o cartão postal de Bombinhas, então vem comigo conferir como é a trilha e o que é possível ver desse lugar sem igual.

Pôr-do-sol no Morro do Macaco

Fizemos esse passeio meio na doida, era fim de tarde e de repente decidimos que queríamos ver o por do sol lá no Morro do Macaco.

Então pegamos o carro e nos mandamos pra lá. Infelizmente por o tempo estar apertado não deu para ir de bike e nem de chamar a galera para ir.

Tínhamos cerca de uma hora até o sol se por em definitivo. Então imagina como fomos, correndo para chegar lá em cima.

Dicas para quem vai de Bike

  • Para quem quer ir de bike é possível deixar a ela estacionada no bicicletário na frente da entrada.
  • É aconselhável levar o seu cadeado, para deixa-la mais segura (mas aqui em Bombinhas não vi nem um incidente que me trouxesse insegurança – porém como é um lugar turístico melhor se prevenir).
  • Não aconselho leva-la, só a subida como percurso não permite o uso da bike (a menos que você tenha uma experiência), alguns caminhos são bem íngremes.

O percurso na trilha do Morro do Macaco

A trilha toda é muito bem sinalizada desde o início, logo na primeira subida você já encontra a bifurcação que separa a trilha do Morro do Macaco da Trilha da Tainha – temos um post dela também aqui no blog.

O trajeto tem cerca de 16,km ida e volta e são aproximadamente 190 metros de altitude. No decorrer existem vários pontos de recuperação de folego.

Na subida também encontramos alguns mirantes como da Ilhota e da Conceição, ambos temos a visão das praias de Canto Grande Mar de Fora e Conceição.

No dia que nós subimos havia algumas pessoas saltando de parapente, foi muito legal ver eles voando e também no processo de preparação para a subida.

Faltando apenas 1000 metros encontramos essa placa.

Fizemos a subida em cerca de 30 minutos, porém paramos em vários lugares, para tirar fotos, contemplar a paisagem e aproveitar cada segundo.

A trilha não é tão fácil, tem bastante subidas e alguns trechos mais complicados, requer um pouco de condicionamento físico e atenção.

Se for fazer igual fizemos e estiver querendo ir mais devagar, melhor sair mais cedo, assim faz a trilha com calma e também aproveita o pôr-do-sol que é indescritível.

Paisagem do Morro do Macaco

Logo nos primeiros metros da subida você começa a ter um gostinho do que espera no fim da subida, pois em vários pontos já consegue ver a cidade no horizonte.

Para quem ainda não teve a oportunidade de vir ver, a visão que se tem de lá de cima é da incrível cidade de Bombinhas e de toda a península.

Gente já havíamos visto muitas fotos lá do Morro do Macaco, mas não estávamos esperando em sermos surpreendidos com tanta beleza. Fomos pegos de surpresa.

O lugar inspira muita paz e tranquilidade. Ficamos tão animados com vista que queríamos mostrar para todos, e para quem nos segue no instagram demos uma colher de chá, fizemos uma live no momento que o sol estava se pondo.

Foi realmente surreal, espero voltar lá em breve.

Não esperamos exatamente o pôr-do-sol acabar, quando ele se escondeu atrás das montanhas a nossa frente, já começamos a descer, foram cerca de 20 minutos de descida.

E quando chegamos nas escadarias em frente ao morro do macaco já estava bem escuro, precisamos de lanterna nos metros finais.

Foi uma subida bem corrida mas valeu super a pena, o sol nesse dia saiu e estava lindo e nos proporcionou uma belíssima paisagem.

Para quem não gosta de trilha e quer ter uma paisagem tão linda quanto do Morro do Macaco, recomendo ir ao Mirante 360°. A caminhada é de apenas 200 metros e temos uma visão parecida da península onde está Bombinhas.

Gostou do Morro do Macaco? Deixa seu comentário!

Confere também o vídeo que fizemos de lá.

Conhecendo o Oceanic Aquarium em Balneário Camburiú

Conhecendo o Oceanic Aquarium em Balneário Camburiú

No caminho de ida para Bombinhas, estávamos próximo de Balneário Camboriú e vimos uma propaganda na estrada indicando o Oceanic Aquarium.

Então como gostamos muito da vida marinha, resolvemos fazer um pequeno desvio no nosso roteiro e dar uma conferida nessa atração.

Como é a experiência?

São ao todo três andares que podemos visitar.

Começamos o tour pelo andar mais alto, onde primeiramente você tira algumas fotos e compra se quiser.

Sinceramente só não comprei porque não era permitida tirar a máscara para as fotos, então acho sem noção ter que pagar caro para ter uma foto com máscara. Já não basta as que nós mesmos tiramos.

Máscara

Sei que é uma norma de prevenção e muitas atrações estão exigindo que seja mantida a máscara, mas é uma recordação de um momento que queremos esquecer. Então não fico animada em pagar.

Terceiro andar

Seguindo o passeio…

Nesse mesmo andar ficam os aquários de água doce, com várias espécies diferentes.

Tem esse aquário lindo logo na entrada.

Aquário de Entrada

E em seguida você conduzido a um universo de outros peixes e repteis de água doce. Como o gigantesco pirarucu, o jacaré-do-pantanal, tucunaré, arraias e tartarugas.

Tartaruga

Ali também ficava o habitat de uma brincalhona lontra.

Lontra

Mais a frente havia uma grande diversidade de aquários, asiáticos e várias espécies de peixes diferentes.

Dois peixes

Seguindo em frente passamos por um ambiente incomum. Uma área dedicada aos pássaros, eles ficam soltos em uma região e podemos fazer a observação deles.

Pena que na hora que passamos eles estavam todos escondidos, pois havia acabado de ter uma limpeza que assustou eles. Acabei esquecendo de tirar foto do ambiente.

Segundo andar

Temos uma exposição da artista Arlene Dellatorre ela mora na região e utiliza apenas materiais reciclados para produzir suas obras.

Arlene

Com essa exposição somos impactados com a quantidade de lixo que são tirados todos os anos dos nossos mares.

Primeiro andar

Ficam os aquários de água salgada. Nesse ambiente podemos ver espécies como o popular peixe palhaço, medusas, polvos, pinguins, etc.

Peixe Amarelo

Além poder ver mais de perto corais e conchas fora do ambiente marinho.

Conchas

Mas a grande atração fica para o final…

Um gigantesco aquário com várias espécies de animais marinhos entre elas alguns tipos de tubarões, que ficam passeando por ali em quanto todo mundo fica tentando tirar uma boa foto deles.

Tubarão

O que pode melhorar?

O valor do estacionamento poderia estar incluso no valor do ingresso, já que na entrada inteira, este é bem alto.

É um passeio para toda a família e acredito fortemente que vale a pena apoiar esse tipo de iniciativa. Que tem o objetivo de trazer as espécies mais próximas do convivo dos humanos, mas também trazer a conscientização na questão da preservação dos ambientes aquáticos.

Gostamos muito da experiência e recomendo.

O que é?

Aquário com espécies de água doce e salgada.

Endereço?

Rua 4000, 133 / Barra Sul Balneário Camboriú / SC

Instagram?

https://www.instagram.com/oceanicaquarium/

Site?

https://oceanicaquarium.com.br/

Horário de Atendimento?

Seg a Sex. 09h às 18hSáb e Dom. 09h às 19h. Entrada permitida até 1h antes do encerramento.

Precisa de agendamento?

Não.

Tempo de Passeio?

Fizemos em aproximadamente em uma hora, vendo tudo com calma e sem pressa.

Valor?

Entrada inteira 48,00 por adulto. Meia entrada 24,00. E 10 reais a hora do estacionamento.

Fizemos um vídeo da nossa visita confere lá.

E você já conheceu o aquário em Balneário Camboriú? Me conta o que achou?

Ou se pretende visitar em breve? Me conta depois o que achou.