Descobrindo a Praia da Tainha de Bike

Descobrindo a Praia da Tainha de Bike

Existem algumas formas para chegar na praia da Tainha e dessa vez escolhemos ir de Bike.

Na minha opinião essa é uma das praias mais bonitas de Bombinhas e vale a pena a visita pelo menos uma vez.

O percurso

Para chegar nessa praia linda, além da bike, existem algumas possibilidades:

Nós já fomos de todos os jeitos, então já conhecemos bem o trajeto. Boa parte dele a estrada é de terra batida e em alguns pontos existem paralelepípedos para auxiliar a subida e descida.

É um trajeto com grandes subidas e descidas, ou seja, nada simples para quem não está preparado fisicamente.

Indo de Bike

O início do percurso fica na Rua Tatuíra, Canto Grande, no final da praia de Conceição, ali é bem difícil de estacionar, então precisaríamos deixar o carro na região que vai para o Morro do Macaco.

Com isso em mente resolvemos que seria mais prático deixar o carro em casa e sair de Mariscal direto de bike.

Decidimos fazer esse percurso de bike porque, pois ficamos desafiados quando vimos a estrada pela primeira vez. E devo dizer que desde os primeiros metros a estrada já mostra o que ela é.

Cheia de longas subidas e com descidas bem íngremes.

Infelizmente não tínhamos condicionamento e nem habilidade para ir pedalando. Acabamos empurrando a bike boa parte das subidas e voltando para ela nas descidas (que diminuiu bastante nosso tempo de conclusão dela).

Porém não pensamos em desistir nenhuma vez e devo dizer que valeu a pena.

Ao total foram 15 km saindo de casa ida e volta. Concluímos esse trajeto em um total de 3 horas e 31 minutos. É claro que fizemos algumas pausas e desse tempo foram 59 minutos parados e 02 horas e 32 minutos em movimento.

Sendo que paramos na praia da Tainha para tomar banho e nos refrescar porque a volta também seria intensa.

Nessa estrada tivemos um ganho de elevação de 186 metros de altitude, então você pode ter certeza que é muito chão a subir.

Na volta da praia da Tainha tivemos uma dificuldade extra, pois parte da volta é feita por um caminho diferente da ida. Essa parte do percurso é bem mais íngreme e a subida com a bike se torna bem desafiadora.

Diferenças da trilha de bike e a pé

Fazer esse trajeto de bike ou a pé tem seus desafios. Muita coisa depende também do momento do ano em que você decide faze-la.

Ir a pé

  • Você carrega apenas o que vai usar, porém em todo trajeto não existe nenhum tipo de ajuda.
  • No caminho existem poucos pontos de sombra, então é recomendável ir em um período do dia menos quente.

Ir de bike

  • Ter um peso extra para empurrar nas subidas, mas que é compensado nas decidas.
  • Ao chegar na praia você vai precisar deixar a bike presa em algum lugar ou leva-la consigo para a praia
  • Assim como a pé, melhor fazer esse trajeto em um horário mais fresco do dia.

Pontos importantes do caminho

Durante o trajeto para a praia passamos por vários pontos de interesse, vou deixa-los listados caso você tenha queira parar e conferir.

Praia de Canto Grande

Independente de onde você está vindo vai passar pela Praia de Canto Grande em algum momento, pois o acesso para a estrada para a Praia da Tainha é em Canto Grande.

Ela é uma das maiores praias de Bombinhas em extensão chegando a quase 4 km.

Ilhota

Fazendo a separação da praia de Canto Grande e a praia de Conceição existe a ilhota, ali existe uma pequena trilha que chega até as pedras, onde você tem uma visão muito bonita da região.

Se gostar de fotos ali tem a grande atração que é uma porta que gera belas imagens.

Praia da Conceição

Passando a ilhota você chega a praia de Conceição, uma praia linda. Ela é cercada por morros e as pedras da Ilhota, fomos várias vezes até ela apenas para ficar admirando as ondas batendo nas pedras.

Dizem que as suas areias tem propriedades terapêuticas. Ali também uma das atrações são as piscinas naturais que se formam no costão direito.

Eco 360

No caminho para a praia da Tainha passamos pelo Mirante Eco 360°, uma atração paga. Onde você tem acesso a 3 mirantes, um museu de história natural e uma tirolesa.

É um lugar que vale a pena parar principalmente se for fim de tarde, ali você consegue ter uma visão mais lateral da península onde fica Bombinhas, parecida com a do Morro do Macaco, mas tem suas diferenças.

Saída da Trilha da Tainha que vem do Morro do Macaco

Em certo ponto da estrada que leva para a Praia da Tainha encontramos o portal da trilha com o mesmo nome da praia. Essa trilha sai do Morro do Macaco e dali em diante ambas seguem na mesma direção até chegar na praia.

Praia da Tainha

O nosso grande objetivo está ao final da Rua Estrela do Mar. Essa praia é uma das minhas favoritas. Ela recebe esse nome, pois durante o inverno é possível avistar muitos cardumes do peixe.

Já fomos nessa praia em diversas ocasiões, o mar estando uma piscina de tão tranquilo, o mar com mais ondas mas sendo possível nadar e aproveitar a praia e também na ocasião que o mar está furioso impossível de entrar. Em todas as situações ela continua sendo linda.

Outras atividades

Se você em vez de descer para a praia da Tainha passar direto pode tentar fazer a praia do Cação que também pode ser feita por trilha ou pode ser feita de Caiaque.

Conversando com outras pessoas nos informaram que o aluguel do Caiaque é cobrado R$25,00 por pessoa e se você pechinchar o valor pode chegar a R$20,00 por pessoa.

Nós nunca fizemos essa praia de trilha, mas chegamos até ela de barco que também valeu super a pena.

Então essa foi nossa aventura de bike para chegar na praia da Tainha, devo dizer que chegamos exaustos em casa, foi muito cansativo e árduo o trajeto, ainda mais para quem não tem habilidade.

Mas no final ficamos felizes por ter conseguido concluir, devo dizer que fizemos esse trajeto no dia do meu aniversário (Gabi), foi uma experiência única e que nunca vou esquecer.

E você já conhece a Praia da Tainha em Bombinhas? Deixa seu comentário.

Praia e Trilha da Tainha em Bombinhas

Praia e Trilha da Tainha em Bombinhas

No passeio de hoje fizemos a Trilha da Tainha. Para se chegar nesse trilha existem duas formas, vem comigo que eu vou te explicar.

Fizemos ela com um grupo de trilhas de Bombinhas, nada de pagar valores astronômicos é tudo 0800, a galera se reuni em um ponto de encontro e vai trilhar.

Vem ver…

Início da Trilha

O nosso ponto de encontro foi no morro do macaco às 09:00 da manhã. Saímos por volta das 09:20. Logo no início da trilha encontramos uma bifurcação onde para o lado esquerdo está a trilha para o morro do macaco e a nossa trilha a direita.

A trilha da Tainha é diferente da trilha do morro do macaco, não tem demarcações a cada 100 metros e a sinalização quase não existe.

Porém, no geral conseguimos ver o caminho a maior parte do tempo, contudo é notável que ela recebe menos atenção do que a trilha do morro do macaco, que é a grande atração do local.

Ela em sua maior parte é feita dentro da mata, onde em alguns momentos fica mais aberta e em outros mais fechada. Não existem muitos pontos de subida, no geral ela é uma trilha plana, porém não se engane achando que é ela é fácil.

Mirante

Em uma parte mais aberta da trilha, existe um pequeno ponto de subida onde encontramos um mirante, que conseguimos avistar a cidade de Bombinhas no horizonte e também as praias de Mariscal, Canto Grande e Conceição.

Caverna

Encontramos várias formações rochosas no caminho e também uma caverna feita no encontro de várias rochas. E em alguns pontos a trilha é feita pela rocha, então é necessário encontrar um ponto de apoio na descida.

Mais a frente da caverna temos uma parte de descida bem íngreme que na minha opinião foi a parte mais difícil e que requer mais cuidado.

Logo na descida encontramos placa que indica o caminho da descida para a praia da d’Aguada.

Praia d’Aguada

Estávamos com sorte, pois só é possível ver a praia e descer até ela se a maré estiver baixa e nós conseguimos. Aproveitamos bastante a praia, tiramos várias fotos e ainda fazemos um lanchinho.

É uma praia que vale a pena conferir se a maré estiver baixa, pois se não for por trilha, só consegue acessa-la por meio de barco.

Fim da Trilha

Passada a praia andamos cerca de mais 10 minutos e chegamos ao fim da trilha. Nesse ponto chegamos a estrada que vem do Mirante 360°, ali pegamos a direita para chegar a praia da Tainha.

Então se você estiver na estrada do mirante 360° consegue acessar a trilha da tainha nesse ponto. Pois há um portal que demarca o início da trilha ali.

Praia da Tainha

Descendo a estrada seguimos as placas de sinalização para praia da Tainha que fica em uma rua a esquerda.

Ao chegarmos ficamos surpresos com o visual da praia, muito linda e com um mar de tirar o folego de tão azul.

Essa praia já se tornou a minha favorita em Bombinhas, pois as águas dela são bem tranquilas, quase não formam ondas. Mas caso você visite se prepare ela é muito gelada!

Nesse dia, também recebemos a graça de terem aparecido baleias que ficaram um bom tempo se mostrando na praia. Uma pena que não conseguimos registrar com a câmera.

Infraestrutura

Desde o início da rua que desde para a praia já encontramos alguns bares e restaurantes.

E na praia temos uma boa infraestrutura de bares e comida regional, alguns oferecem cadeiras e mesas para os visitantes. Não chegamos a almoçar nessa praia então não sei como são os preços.

Retornando

Depois de passar um tempo na praia, arrumamos nossas coisas e retornamos. Pegamos a mesma trilha da ida na volta, porém fomos sem parar tanto.

Na volta demos uma pequena parada na praia d’ Aguada e já não era possível vê-la. A maré já estava cheia.

O trajeto

Foram cerca de 2 horas para chegar na praia da Tainha e apenas 1 hora para sair da praia e estar novamente no carro. A trilha tem cerca de 2km de extensão ida e mais 2km de volta.

Demoramos bastante na ida, pois como estávamos em grupo, então de vez em quando parávamos para descansar, tirar fotos e também para fazer o lanche. A volta foi muito mais rápida.

Devo dizer que é possível fazer o trajeto inteiro em apenas um manhã com bastante calma e aproveitando com tranquilidade.

Então a trilha de hoje é a da Tainha, onde podemos ver e aproveitar um pouco de uma praia que só é possível ver na maré baixa, que a praia d’Aguada e ao final fomos contemplados com a Beleza da Praia da Tainha.

Agradeço a toda a turma que foi conosco nessa aventura. E ao Sergio que fez belas imagens da turma e do local de drone.

Gostou desse conteúdo? Deixa seu comentário.

Confere também o vídeo que fizemos dessa trilha