Serra do Corvo Branco e Altos do Corvo Branco em Urubici

Serra do Corvo Branco e Altos do Corvo Branco em Urubici

A Serra do Corvo Branco e o Altos do Corvo Branco são mais duas atrações bastante procuradas em Urubici.

Quer mais informações antes de ir? Vem comigo

Se você não viu, já temos aqui no blog um post com todas as informações sobre outras atrações em Urubici como a Cachoeira do Avencal e Cachoeira Papuã.

Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco foi a primeira estrada aberta entre o litoral e a serra catarinense. Ela possui o maior corte feito entre rochas do Brasil com 90 metros de profundidade e estando a 1470 metros de altura.

Ela fica entre os municípios de Urubici e Grão-Pará. Para chegar lá são 30 km de Urubici, sendo que a parte final da estrada não tem asfalto e com alguns trechos acidentados, por isso recomendo ir com atenção.

Durante o inverno, muita gente buscando aproveitar a temporada de frio acaba de arriscando e pegando essa estrada que é muito sinuosa e íngreme, e muitas vezes a estradas congelam gerando muitos acidentes. Então a dica é verifique as condições do tempo antes de seguir para lá.

Nós fomos no início da temporada de inverno em abril/2023 e a experiência foi ótima, não tinha quase ninguém na Serra e passaram poucos carros em quanto estávamos lá. Então deu para contemplar a natureza e tirar várias fotos.

Tenho duas recomendações caso decida visitar.

  1. Se for na alta temporada busque ir dia de semana, que diminui bastante o fluxo de pessoas.
  2. Esteja bem agasalhado, por que mesmo que não seja inverno lá venta bastante e fica bem frio.

Endereço: Rodovia SC-370, Km 101,7. Urubici – SC

Valor: Gratuito

Altos do Corvo Branco

Essa atração fica ao lado do corte da estrada Serra do Corvo Branco, ali existe uma guarita onde você adquiri os ingressos. Ali ele também te fornece um mapa dos mirantes e um protetor de calçados que precisam ser usados nos mirantes 1 e 2.

Pra essa atração recomendo separar pelo menos uma hora e meia, tendo em vista que para todos os mirantes você consegue ir a pé, no entanto para os mirantes 4 e 5 eles disponibilizam um transporte, pois ficam um pouco mais distantes.

Acredito que reservando esse tempo é possível aproveitar bastante, tirar várias fotos nos mirantes e nos balanços que nem sempre estão vazios. Não sei vocês, mas prefiro que as minhas fotos não tenham outras pessoas.

No geral gostamos bastante dessa atração, a estrada de acesso é bem estreita, então eles controlam a descida e subida dos carros para não haver dificuldades.

O primeiro mirante fica logo ao lado do estacionamento, o segundo mirante também é perto e de acesso fácil.

E que visão bonita da Serra.

O terceiro mirante não fomos, deixamos para ir no final e acabamos passando direto na volta. Ele fica em uma subida bem íngreme e teríamos que voltar andando para o estacionamento de lá. Como nós decidimos não subir, seguimos com o carro que faz o transporte entre os mirantes até o estacionamento.

Nos quarto e quinto mirantes temos um balanço e também visão a região das Pirâmides Sagradas que ficam em Grão-Pará – em breve elas vão aparecer também aqui no blog, fiquem ligados.

Apesar de termos tido uma experiência bem bacana notamos que existem alguns pontos de melhoria, como a estrada entre o estacionamento e o restaurante poderia está melhor pavimentada e sem tantas pedras soltas, pois o acesso é feito a pé.

Recomendações:

  1. Leve um lanche e água, pois existem as caminhadas entre os mirantes e o restaurante fica logo na entrada, não há nada no meio do caminho para comprar caso bata a fome ou sede.
  2. Verifique a previsão do tempo antes de ir, pois não abrem em dias de chuva.

Valor: R$60 por pessoa – idosos não pagam meia. Aceitam cartão de crédito.

Horário de Funcionamento: 08:30 às 17:00.

Se quiser ver essa visita em vídeo confere aqui. 👇

Parque Cascanéia – Gaspar – Santa Catarina

Parque Cascanéia – Gaspar – Santa Catarina

Hoje o nosso passeio é pelo parque Cascanéia, ele assim como outros parques está localizado na rota das águas em Gaspar.

O local muito procurado, no verão, principalmente para quem não mora em cidades com praias como é o caso de Blumenau.

O que é?

É um parque de água localizado no Município de Gaspar em Santa Catarina.

Endereço?

Rua José Patrocínio Santos, número 2355 – Gaspar – SC.

Telefone de Contato: +55 47 3397-8500

Onde estacionar?

O estacionamento no parque é gratuito e bem amplo. Então mesmo que você esteja de Van (como a gente) é possível estacionar lá dentro sem problemas.

O estacionamento do parque é dividido em dois níveis, para quem está em carros de passeio consegue deixar o carro bem próximo a entrada pro parque, já quem está em veículos maiores como vans e ônibus, vai precisar deixar o carro um pouco mais distante e subir uma rampa de uns 100 metros.

Horário de Funcionamento?

O parque funciona das 09 às 18h. Porém, algumas atrações tem horários diferentes da abertura do Parque.

Valores?

Comprando antecipadamente pelo site quem é morador de Gaspar, Blumenau, Indaial, Timbó, Pomerode, Ilhota e Luiz Alves paga o valor de R$55,00 apresentando o comprovante de residência.

Já quem não é morador dessas cidades paga 69,90 por adulto, esses valores são válidos para o verão de 2022.

Existem também valores diferenciados para crianças, idosos e estudantes, para saber mais basta consultar o site.

Porém, caso você decidir comprar na bilheteria o Adulto vai pagar R$84,90 e o ingresso infantil, estudante e sênior vão ser R$42,50. Então compensa muito antecipar a compra.

Precisa de agendamento?

Não precisa, mas a minha dica é comprar o seu ingresso pelo site para garantir o menor preço. Onde no ato da compra você já informa qual o dia irá visitar o parque.

Como é a experiência?

A estrada para chegar até lá está bem pavimentada e sinalizada, então é fácil chegar seguindo o GPS.

Chegamos logo na abertura do parque, então tanto o estacionamento quanto a fila de verificação de bolsas/entrada estão tranquilas sem muita gente.

Logo na chegada somos recepcionados pelos funcionários do estacionamento, que foram muito solícitos e nos ajudaram a colocar a Van em um lugar na sombra.

Como tínhamos feito a compra dos ingresso pelo site, foi só mostrar os bilhetes no celular. E também o comprovante de residência dos ingressos que foram comprados como residentes.

Como se localizar

Na entrada do parque havia um mapa de onde estão localizadas as atrações. O parque é muito grande então é bom consultar para não deixar de aproveitar nada.

As atrações estão espalhadas por todo o parque, são cerca de 20 atrações, dividas entre radicais e familiares. Além é claro das piscinas, trilha, cachoeira, sala de jogos e campo de futebol.

Nas piscinas algumas espreguiçadeiras continham o aviso que precisam ser pagas para serem utilizadas, mas no dia que fomos todas estavam liberadas.

Atrações

A maioria das atrações estão inclusas no valor do ingresso. Ficando de fora apenas a sala de jogos.

Algumas delas como o YOOP (balanço gigante) estavam com uma fila gigante, então se quiser aproveitar essa atração sem tanta fila, melhor chegar ainda mais cedo. Ou deixar para a hora do almoço quando a fila fica menor!

Outra atração muito disputada é o abismo, ela estava sempre com fila.

Tobogãs

Nos demais tobogãs quase não haviam filas, mesmo sendo domingo e o parque está bem cheio. Todos os tobogãs que descemos eram muito divertidos.

Alguns deles tinham a capacidade de descer até 25 pessoas! Mas na maioria poderiam ser feito em dupla. Os funcionários nos orientavam antes da descida e nós posicionavam de forma a prevenir acidentes.

Trilha e cachoeira

O caminho até a Cachoeira, estava bem sinalizado e boa parte era feito em pedra e apenas um pequeno trecho de terra batida.

Pena que a Cachoeira estava com um volume de água muito baixo e por isso não estava tão bonita, mas entrar embaixo da cascata já aliviou o calor.

As piscinas

Todo mundo que chegou mais cedo ou que estava hospedado lá no Cascaneia já foi direto para a piscina aquecida (mesmo no verão), ela estava apinhada quando chegamos, e por não encontrar lugar para sentar resolvemos seguir em frente e encontrar outro lugar para ficar.

A piscina que ficamos boa parte do tempo não era aquecida, mas estava bem gostosa a água. E logo encheu.

Guarda volumes

Levamos várias coisas e não queríamos ter ficar carregando tudo o tempo todo então alugamos um armário.

Ele é pago a parte e custa R$25,00 o dia todo. E ao devolver a chave eles devolvem R$ 10 do valor pago. Apenas um armário foi suficiente para comportar as coisas de 4 pessoas.

Banheiros

Haviam vários banheiros espalhados pelo parque e me surpreendi com a limpeza de todos eles.

Em um deles que utilizei, estava disponível chuveiro com água quente. Ótimo para trocar de roupas quando sair do parque.

Restaurantes

No quesito comida e bebidas haviam alguns restaurantes disponíveis. Vendendo lanches, sorvetes e bebidas.

Para o almoço tínhamos basicamente duas opções, um restaurante que vendia pratos a la carte e outro oferecia hamburgueres e outros fast foods.

Decidimos ia no prato feito, a comida era simples, porém veio super rápido e o prato era bem servido e com preço dentro do esperado.

Sinalização das atrações

Todas as atrações estavam bem sinalizadas e com funcionários para orientar. Então apesar de o parque ser bem grande ficou fácil encontrar onde queríamos ir.

Atendimento dos funcionários

Todos os funcionários foram atenciosos e nos ajudaram de forma a solucionar qualquer situação.

Quanto tempo reservar para aproveitar essa atração?

Tiramos um dia inteiro para o parque e conseguimos aproveitar bastante todas as atrações, então a minha sugestão é separar o dia completo.

O que pode melhorar?

A experiência no Parque do Cascanéia foi surpreendente e não encontrei muito o que possa ser melhor.

A única coisa que gostaria era que tivesse um passe anual para quem mora na região, assim a visita aconteceria com mais frequência.

No geral é um parque aquático muito bom, acredito que os valores cobrados estão dentro do esperado pela estrutura fornecida.

Vamos voltar com certeza e levar outras pessoas para conhecer.

E você conhece o parque Cascanéia? Me conta sua experiência.

7 Praias em Bombinhas que vão Bombar no verão

7 Praias em Bombinhas que vão Bombar no verão

Trocadinhos a parte, mas cada uma dessas praias são muito procuradas durante o ano inteiro em Bombinhas e no verão não seria diferente.

Praia de Mariscal

Essa praia fica bem pertinho de casa, então curtimos ela durante todo o período que estivemos em Bombinhas. No geral ela é uma praia com ondas um pouco mais fortes, porém é uma das minhas favoritas.

A praia de Mariscal tem 600 metros de extensão. Ela é muito utilizada para a prática de esportes como surf e sup no mar e ciclismo na terra. Inclusive recentemente ela foi sede de uma competição de surf.

Nela você tem uma boa estrutura, com calçadão para quem quer passear, um balanço que rende boas fotos, mas também tem vários restaurantes na orla.

Curiosidades sobre Mariscal

O nome dela surgiu pela abundância de mariscos encontrados nos rochedos dessa região.

Parte da esquerda encontramos a prainha de Mariscal também conhecida por Atalaia (acho que é por causa do hotel que fica próximo). Ela tem só 150 metros de extensão. O acesso pode ser feito através das pedras pela esquerda da praia de Mariscal.

Mas, também existe um acesso na estrada próximo ao mirante de Mariscal, ali tem um pequeno beco onde há uma placa “acesso a praia”, porém se desejar ir para Atalaia recomendo ir pela primeira opção, pois nessa última, é um lugar mal cuidado cheio de mato e não vale a pena o risco.

Fora que não existe lugar para estacionar nessa parte da estrada, então tornasse perigoso, pois é uma estrada que passa muito caro, nós só conseguimos parar pois estávamos de bike.

Praia da Tainha

O acesso a ela pode ser feito de duas formas, pegando a rua a direita no final da praia de Conceição, você acessa de carro ou de bike (que não recomendo se não tiver preparo físico, vai por mim é um estrada árdua e íngreme de subir e descer) a outra forma é indo por trilha. A trilha sai do morro do Macaco e é bem bacana de ser feita em grupo.

O visual dela impressiona logo na chegada. Ela tem 213 metros de extensão.

É uma praia muito gostosa, água geladíssima (durante boa parte do ano), mas refrescante.

Tivemos duas experiências diferentes com as ondas dessa praia. Na primeira o mar estava bem tranquilo, quase uma piscina sem ondas, já na segunda vez foi bem diferente o mar estava mais furioso e as ondas quebrando bastante na praia. Com isso peguei um caldo que acabei arrastando os dois joelhos na areia 😅.

Não recomendo muito essa praia para quem está com crianças pequenas por conta das ondas.

Quanto a estrutura no local existem vários restaurantes de comida regional. Vários deles atendem quem está na praia, mas no geral é isso. Não há muito o que fazer.

Praia de Sepultura

A grande atração dessa praia definitivamente são os peixinhos. Acho que todo mundo já ouviu falar dela por causa desse atrativo. Essa atividade é tão popular que os restaurante no local vendem comida para os turistas jogarem pros peixes.

Se quiser ver os peixes na praia ou fazendo snorkel recomendo visitar essa praia em dias de semana, onde não haverá tanta gente e o mar vai estar mais cristalino e você verá os peixes com facilidade.

A praia tem 95 metros de extensão. O acesso é feito pegando a direita por dentro de um estacionamento no final da rua.

Nessa praia existem alguns restaurantes, onde é possível pedir refeições e também andar de caiaque.

Além dessas atividades nessa praia você também consegue fazer a trilha de sepultura, que vai até a ponta da Garoupa.

Praia de Bombas

Essa praia tem uma extensão de 2.186 metros uma das maiores que temos em Bombinhas – perdendo apenas para Canto Grande. O bom de ela ser extensa é que você não fica expremido entre outras pessoas.

Além de uma praia ótima para o banho ela localizada bem no centro de Bombinhas com grande variedade de comércio, hospedagens, restaurantes e quiosques.

Se for se hospedar em Bombinhas recomendo ficar nessa praia, onde você terá grande facilidade de locomoção e muita coisa para fazer a pé.

Nessa praia as ondas há maior parte do tempo são bem pequenas, bom para levar a família.

Curiosidades

Durante a pesca da Tainha nela fica localizado um dos vários ranchos de pesca da tainha. E se você tiver sorte consegue até visitar um e até participar da pesca da Tainha.

Praia do Ribeiro

Ela fica localizada entre as praias de Bombas e Bombinhas. E desde maio é acessada através da passarela do Ribeiro – antigamente só dava para chegar nela através de trilha. Então com certeza ela vai bombar no verão já que agora ficou muito fácil de chegar.

Ribeiro é uma das praias que nós adoramos, principalmente para tomar banho. Ela é uma faixa de areia curta de apenas 116 metros, mas é muito gostosa de se tomar banho.

As ondas são bem tranquilas em todas as vezes que fomos e por ser uma praia bem curta, as pessoas não costumam ficar muito, mas eu recomendo o banho nela.

A única precaução que se deve ter são com as muitas pedras que existem nas laterais.

Nessas pedras podemos deixar nossas coisas tranquilamente e também existe um “banco” natural onde dá para ficar sentado e apenas apreciar.

A noite também é legal de passear nela e pela passarela com o mesmo nome.

Praia de Bombinhas

A praia de Bombinhas tem 1227 metros de extensão. E é uma praia excelente para banho e lazer.

E com certeza vai bombar no verão, pois nela – assim como em Bombas – está localizada no centro da cidade. Ali também é possível encontrar uma grande quantidade de comercio e completa infraestrutura de serviços.

Bombinhas tem ondas mais tranquilas e em alguns pontos como na saída da passarela do Ribeiro é possível ver vários exemplares de vida marinha, como peixes, tartarugas, etc.

Por esses motivos essa praia é sempre muito disputada durante o ano todo.

Praia de Quatro Ilhas

Quatro ilhas com certeza está entre as mais procuradas durante o ano inteiro em Bombinhas, além de ser uma praia extensa, nos costões é possível fazer trilhas que ligam há outras praias.

Nós fizemos uma trilha saindo de quatro ilhas passando pelo Dedo de Deus e chegando no Retiro dos Padres. Recomendo se tiver tempo.

Normalmente é uma praia com bastante ondas, então se estiver com crianças melhor ficar de olho. A praia é bem extensa então sempre tem espaço, independente do horário.

Para quem não quer levar ou alugar uma barraca com um pouquinho de sorte você consegue um cantinho na sombra.

Essa praia você também encontra boa estrutura de bares e restaurantes. Tem um calçadão e um deck bom para tirar fotos com a praia ao fundo.

Curiosidades

Essa praia recebe esse nome, pois nela é possível ver as 4 ilhas – Galé, Deserta, Calhau de São Pedro e Arvoredo.

Essas são as praias que vão bombar no verão em Bombinhas, você já conhece? Deixa seu comentário.

Trilha da Ilhota – Bombinhas – SC

Trilha da Ilhota – Bombinhas – SC

Nem parece que a Ilhota tem uma trilha, mas sim ela tem. É bem curtinha qualquer pessoa pode fazer e da até para leva as crianças e a visão que se tem de lá é maravilhosa.

O que é?

A ilhota fica localizada entre as praias de Canto Grande e Conceição na cidade Bombinhas – SC. Na verdade é ela que faz a divisão entre essas duas praias.

É possível ver a ilhota de vários pontos desde o momento que se chega no bairro de Mariscal. No Morro do Macaco existe um Mirante que recebe o mesmo nome que ela, por que é possível visualiza-la de cima.

E ali naquela porção de terra, existe uma trilha, bem curtinha.

Endereço?

Chegar na ilhota é a coisa mais fácil, você só precisa se dirigir até o fim da praia de Canto Grande. E mesmo durante o trajeto já vai ver ela de longe.

Ela está localizada na Avenida Dona Lindomar, no bairro de Canto Grande.

Onde estacionar?

Os lugares mais perto para estacionar é na rua Jequitiba ou nas poucas vagas de estacionamento que existem na praia de Conceição.

Na Avenida Dona Lindomar não é possível estacionar, pois ela é muito estreita. E só tem um sentido dos carros.

Recomendo mesmo é deixar o carro em casa e ir andando ou de bike.

Quando fizemos ela fomos de bike e deixamos ela presa em uma árvore ali perto. Ninguém mexeu e foi muito tranquilo.

Alias essa é uma característica muito impressionante de Bombinhas é uma cidade muito segura, nunca sofremos nenhum tipo de violência e nem roubo.

Nessa trilha não tinha quase ninguém nem no caminho e nem nos pontos de parada, a única ressalva que eu faço é que vimos umas pessoas fumando ali e não parecia cigarros normais. Fora isso não há com que se preocupar.

Qual melhor horário para visita?

Essa trilha por ser curtinha pode ser feita em qualquer horário do dia, mas para ter um visual incrível recomendo ir no final do dia, principalmente se ele estiver com sol, o lugar fica ainda mais bonito no fim de tarde.

Como é a experiência?

Seguimos até o final da praia de canto grande e de longe já conseguimos ver a Ilhota. E chegando mais próximo percebemos que há uma trilha, uma escadaria bem no meio.

Terminando a escadaria chegamos em uma parte onde há mais fechada pela mata, mas o caminho é bem claro. É sempre seguindo a trilha e a esquerda já vai ser uma abertura, onde há uma grande rocha. Se quiser já pode ficar por ai.

Mas se seguir reto vai encontrar uma outra abertura, dali vai ver tanto a praia de Canto Grande quando Conceição.

Definitivamente se estiver com pouco tempo é um passeio que se faz rapidinho, uns 20 minutos já terminou.

Mas se quiser ficar mais tempo, ali você consegue ter vários momentos de paz e tranquilidade, sem precisar caminhar muito.

Ali também existe uma porta que é a grande atração, principalmente da galera que curte fazer belas fotos. Para chegar nela, você precisa se embrenhar um pouco mais na mata, mas sempre seguindo o caminho e é bem fácil de encontrar.

Enfim, o lugar é legal para fazer um piquenique com a família e assim poder contemplar a natureza. Normalmente não encontramos muitas pessoas ali.

E você conhece essa trilha em Bombinhas – Santa Catarina? Me conta nos comentários.

Fizemos um vídeo dessa trilha, confere!

Praia da Guarda do Embaú e Pinheira – Palhoça

Praia da Guarda do Embaú e Pinheira – Palhoça

O nosso destino de hoje é a cidade de Palhoça em Santa Catarina mais especificamente nas praias da Guarda do Embaú e Pinheira

Quer ver mais? Vem comigo.

Teríamos a tarde inteira então fizemos uma lista de lugares que estavam próximo uns aos outros, para visitar, porém acabamos focando em aproveitar apenas essas duas praias muito bonitas.

Praia da Pinheira

Visitamos primeiro a praia da Pinheira, ela fica no centro de Palhoça.

A praia da Pinheira fica próximo a uma praça onde fica o letreiro de Palhoça. Lá a infraestrutura é muito boa, tem onde estacionar com tranquilidade e vários restaurantes próximos.

A praia tem ondas tranquilas, porém a água não estava tão bonita. O tempo estava fechado na hora que chegamos, não sei se isso interferiu.

Essa praia tem a água própria para banho, apesar de terem vários barcos ancorados próximos. Nós não tomamos banho nela, pois iríamos tomar banho na praia da Guarda do Embaú. Mas molhamos os pés e sentimos que a água estava bem gelada.

Lá havia também um balanço gigante, que só dava para se balançar se estivesse em pé. Muito divertido.

Caminhamos até a algumas pedras na lateral direita da praia, onde dava para ter uma visão mais ampla da sua extensão. Ela é muito bonita, vale a pena dar uma passada nela, se houver tempo sobrando.

Atualização

Praia do Sonho

Demos uma passada na praia do Sonho em uma outra visita que fizemos. Enquanto circulamos por Palhoça existem muitas placas indicando a praia e dessa vez resolvemos conferir.

Ela é uma praia que tem uma faixa de areia extensa e aqui está o grande barato dessa praia – na minha opinião – o vento é tão forte que ao atravessar a faixa para chegar na praia você literalmente toma um banho de areia.

A praia em si é bem tranquila, mesmo com o vento as ondas estavam bem pequenas. Não deu para tomar banho de mar, mas o banho de areia rendeu boas risadas.

Almoço

Próximo a praia da Pinheira almoçamos no Restaurante Sabor Caseiro – um dos poucos que estava aberto – que serve comida a quilo (R$46,90) ou no buffet livre (R$32,90). O horário de atendimento é segunda a sexta: 11:30 a 13:30.

Fomos no quilo, a comida estava gostosa e com o preço justo. A sobremesa não estava inclusa era paga a parte. Voltaria.

Atualização 

Em outro dia fomos novamente em Palhoça e almoçamos no restaurante Beira Rio, que gostamos bem mais. A variedade de pratos disponíveis no buffet nos agradou bastante, além de ter sobremesa gratuita. O valor cobrado no quilo é de R$59,90 ou também tem o buffet livre por R$39,90.

Então se fosse recomendar um lugar para almoçar seria lá. Além do almoço gostoso, do outro lado da rua tem uns balanços e um banquinho que está na frente de um riozinho, ao terminar a refeição é possível descansar um pouco lá antes de ir embora.

Guarda do Embaú

Essa praia é uma das mais famosas da região, então era um passeio imperdível. Já havíamos chegado perto de conhece-la há cerca de um mês atrás, porém acabamos parando nas dunas do Siriú e não chegamos nela.

Estacionamos o carro na rua Inês Maria de Jesus e seguimos a pé o restante. No final dessa rua encontramos vários restaurantes e lojas. Havia também estacionamentos pagos para quem quer estacionar mais perto.

Pegando o lado direito da praia chegamos a parte onde o Rio da Madre encontra o mar. Ali é possível pegar um barquinho que vai levar para a parte mais extensa da praia.

Queríamos explorar por isso acabamos pegando a trilha a esquerda que também vai dar no rio e em seguida na praia.

Na trilha existem duas opções: seguir direto para a praia ou pegar a esquerda para a Pedra do Urubu, Prainha e Vale da Utopia. Fomos direto, deixamos os demais para fazer depois. O percurso até chegar lá é bem curto e fácil.

Nesse lugar temos visão lateral do encontro entre o rio com o Mar. Ali existem algumas pedras onde você pode sentar e aproveitar a vista.

Na trilha, é possível encontrar vários surfistas indo e vindo a todo momento. Alguns utilizam o rio da Madre como forma de chegar ao mar mais facilmente.

Essa parte da praia na lateral esquerda é bem tranquila e encontramos vários casais com crianças.

Ficamos um tempo por ali e depois resolvemos seguir para a trilha da Pedra do Urubu.

Trilha e Pedra do Urubu

Achei uma trilha um pouco mais complicada do que outras que já fizemos, principalmente por causa do terreno, ela está boa parte na mata então existem muitos galhos e partes mais íngremes. Porém está bem sinalizada.

No final há uma parte mais complicada, pois a subida é feita na Pedra. Contudo há uma corda que ajuda na subida.

Apesar da dificuldade compensa demais a subida! O lugar é lindo.

Ali há um pequeno mirante onde vemos de cima a praia da Guarda do Embaú e o encontro do rio da Madre com o mar. É espetacular! Vale demais ficar um tempo ali admirando a paisagem.

Tivemos a oportunidade de ver algumas baleias que fez a subida valer ainda mais. Pena que na câmera, não tivemos a sorte de captura-la, ficou só na memória.

Trilha da Prainha

Voltamos pela trilha da pedra do Urubu e pegamos o outro caminho em direção a Prainha.

A trilha é bem semelhante a da Pedra do Urubu, no mesmo tipo de terreno e tão íngreme quanto. Quando a trilha acabou chegamos em um ponto onde conseguimos ver a Prainha e as piscinas naturais.

O mar no dia que fomos estava bem agitado, mas era possível ver com clareza as piscinas naturais. Descemos em direção a prainha, onde existem várias pedras que estavam sendo castigadas pelo mar agitado. Lindo demais.

Existe um posto salva vidas nesse ponto da praia, porém havia apenas uma pessoa na areia. Decidimos não tomar banho nessa praia, pois ela era bem agitada e com muitas pedras próximas.

Desde o início planejamos contornar pelo lado direito e voltar a Praia da Guarda do Embaú e foi esse caminho que fizemos. Queríamos parar no Panorama que vimos no mapa e conseguimos.

Nessa parte da trilha o percurso é feito sobre as pedras, então requer um certo cuidado.

Chegando ao Panorama – local parece um campinho aberto nas pedras. Continuamos a trilha e encontramos vários surfistas e outras pessoas e voltamos mais uma vez para a trilha principal.

Paramos na praia da Guarda para tomar um banho rápido de mar, apenas para refrescar da caminhada. O mar estava bem gelado e gostoso.

Informações Gerais e Recomendações

Fizemos na baixa temporada, então a maioria das pessoas que encontramos eram os surfistas, a praia estava bem vazia.

O dia estava agradável, não havia chovido nos dias anteriores, então o terreno estava seco, excelente para fazer a trilha.

Tempo Total: 2 Horas e 18 minutos entre caminhando e parados;

Altitude Máxima: 183 metros;

Precisa de Guia? Não, basta seguir a sinalização.

Recomendações:

  • Vá com roupas leves, porém recomendo calça, blusa de manga e tênis, fazer essa trilha de chinelo vai trazer bastante incomodo;
  • Leve água e um lanche, pois a trilha é longa, mais de 2 horas;
  • É possível faze-la em uma manhã ou tarde;
  • Siga a sinalização;
  • Verifique seu nível de condicionamento físico é compatível com a trilha, pois existem pontos bem íngremes
  • Se o tempo estiver fechado ou chovendo não se arrisque a fazer trilha, não compensa no final.

As duas praia surpreenderam no final, porém a Guarda do Embaú superou bastante pelo visual proporcionado principalmente da Pedra do Urubu e da chegada na Prainha.

Curtimos bastante e recomendamos, pretendemos voltar em breve para explorar mais essa região.

Conhece essa praia? Deixa seu comentário, qual sua opinião sobre ela?

Confere o vídeo que fizemos de Palhoça!